quarta-feira, 11 de abril de 2018

Cirurgia plástica pelo SUS

Pouca gente sabe, mas é possível conseguir fazer cirurgia plástica pelo SUS, sabia?

O procedimento, como todo tratamento e consultas pelo Sistema Único de Saúde, é gratuito e se trata de uma obrigação legal imposta ao governo, com intuito de proporcionar qualidade de vida à população menos abastada.

Quem pode fazer cirurgia plástica pelo SUS?

Mas, antes de mais nada, é preciso saber que as cirurgias plásticas pelo SUS não são de cunho estético. Elas não servem para que você se sinta mais bonita só porque acordou implicada com aquele pneuzinho a mais, por exemplo.
O intuito desse tipo de procedimento, na verdade, é proporcionar bem estar, autoestima e qualidade de vida para as pessoas. Ou seja, todo mundo tem direito ao benefício se ele for realmente imprescindível para que a vida siga absolutamente normal.
Estão na lista de prioridade da cirurgia plástica pelo SUS:
  • Reconstrução das mamas depois de remoção do seio por câncer
  • Crianças com lábio leporino
  • Ginecomastia
  • Fendaplaslatina
  • Queimaduras que levaram a deformações
  • Abdominoplastia para remoção de pele após cirurgia bariátrica
  • Catarata
  • Laqueadora e vasectomia
  • Deficiência ou deformidades no rosto

Como conseguir uma cirurgia plástica de graça?

Se você se encaixa em alguma dessas necessidades destacadas pelo SUS, você pode ser um candidato a conseguir a plástica custeada pelo governo. A primeira coisa a fazer, então, é se consultar em um Posto de Saúde e conversar com o médico para que ele avalie seu caso.
Caso o profissional diga que você está hábito à solicitação, o segundo passo é se dirigir à Secretaria de Saúde de sua cidade e se informar sobre os hospitais que realizam o procedimento no município. O procedimento também pode ser realizado em hospitais universitários, hospitais-escolas e até mesmo em clínicas privadas, dependendo do caso.
No entanto, se o procedimento necessário não for realizado em sua cidade, você será encaminhado à cidade mais próxima para a realização das plástica (caso você seja aprovado em todas as etapas da “seleção”).
Antes disso, entretanto, é possível que você receba a visita de uma assistente social. É esse profissional que vai informar, por meio de uma carta, se o paciente realmente não tem condições de custear do próprio a cirurgia que está sendo solicitada.
A avaliação psicológica também é importante nesse caso. Se você solicita uma cirurgias plástica pelo SUS, um psicólogo vai avaliar se você está em condições emocionais de fazer o procedimento e vai também informar as ocorrências que podem surgir depois do procedimento.

Tempo de espera

Pensa que acabou? Caso você seja aprovado em todos esse prerrequisitos, você será encaminhado para uma fila de espera.
Mesmo não se tratando de um benefício muito difundido e, por isso, pouco conhecido pelas pessoas; as filas de espera para uma cirurgia plástica pelo SUS costumam ser enormes. Portanto, você pode ter que esperar semanas, meses e até anos.
No entanto, se você tiver paciência e superar a espera, vai conseguir consertar as deformidades que limitam sua vida sem ter que gastar rios de dinheiro em cirurgias plásticas particulares.
Interessante, não? Se você conhece alguém que possa se beneficiar com essas informações, não deixe de compartilha a matéria!

segunda-feira, 9 de abril de 2018

Cuidados pré e pós-operatório: as 14 melhores dicas para você ter sucesso na sua cirurgia plástica


Os cuidados pré e pós-operatório geram várias dúvidas em você?
Infelizmente muitas pessoas desconhecem que o sucesso de uma cirurgia plástica não depende apenas da operação e do médico cirurgião plástico especialista.
Há diversos fatores que, se forem seguidos à risca, podem ajudar no sucesso da cirurgia e evitar o surgimento de possíveis complicações.
Se você quer que o seu resultado seja um verdadeiro sucesso, então dê uma atenção especial aos cuidados pós-operatório.
Mas também não se esqueça do pré-operatório de cirurgia plástica!
No decorrer do texto, vamos listar os principais fatores que te ajudarão a conquistar o corpo dos seus sonhos. São dicas preciosas compartilhadas por uma clínica de cirurgia plástica em SP com mais de 100 mil atendimentos realizados, priorizando os cuidados de pré e pós-operatório.
Não deixe de ler.

Como acabar com as várias dúvidas a respeito dos cuidados de pré e pós-operatório?



“Antes de fazer a minha cirurgia, eu lia os comentários das meninas que já tinham feito o procedimento e ficava morrendo de medo do pós-operatório de cirurgia plástica doer. E não era só isso! Vários outros questionamentos passavam pela minha cabeça.”
Diz Cristiane Oliveira, paciente da clínica Dream Plastic.
pos operatorio cirurgia plastica
Assim como a Cristiane, muitas mulheres têm diversas dúvidas com relação a cuidados de pré e pós-operatório:

  • Será que vou ter que ficar muito tempo de repouso?
  • Quanto tempo vou ter que esperar para perceber o resultado?
  • Quando vou poder voltar ao trabalho?
  • Vai ficar alguma cicatriz?
  • Os cuidados pós-cirurgia incluem ficar muito tempo sem poder ter relações sexuais?
  • Quanto tempo não vou poder tomar sol no pré e pós-operatório?
  • No pré e pós-operatório terei que seguir alguma dieta especial?

Você se identificou com alguma? Então esse texto é para você!
Mas antes de continuar a leitura, que tal ajudar várias mulheres a solucionar esses questionamentos de pré e pós-operatório de cirurgia plástica? Basta clicar no link e compartilhar esse conteúdo.

Dicas sobre pré-operatório na cirurgia plástica

Antes de qualquer coisa, você deve ter em mente que realizar uma cirurgia plástica é uma decisão importante e que certamente vai trazer novas e boas oportunidades para você.
Porém, antes de querer imaginar o resultado, você deve ter perspectivas claras e realistas de como é seu corpo e de como ele pode se transformar.
Isso porque a cirurgia poderá ficar ótima e ainda assim você ficar desapontada, pois estava pensando que não haveria nenhuma cicatriz.
Por isso, é importante passar em uma avaliação médica com um cirurgião plástico e esclarecer todas as suas dúvidas.

cuidados pré operatórios


7 dicas fundamentais sobre os cuidados pré-operatórios que você não pode deixar de seguir

Conheça os cuidados necessários para o pré-operatório de cirurgia plástica seja ela qual for:

1. Fique de jejum
Para o grande dia, faça jejum de no mínimo 8 horas. E, no máximo três horas antes da internação, você só poderá ingerir os seguintes alimentos:
  • Água
  • Chá sem açúcar (ou com adoçante)
  • Suco de laranja coado e sem açúcar

2. Dez dias antes da cirurgia plástica
Alguns medicamentos prejudicam a coagulação do sangue, aumentando o risco de hematomas.
Por isso, evite o uso de ácido acetilsalicílico (remédios como AAS, Aspirina, Buferin e similares), anti-inflamatórios não hormonais (como Voltaren, Cataflan e similares), fórmulas para emagrecimento ou outras medicações estimulantes.

3. Não fume
Um dos cuidados pré-operatórios exigidos é ficar sem fumar, pelo menos, nas duas semanas que antecedem sua cirurgia plástica.
O cigarro pode até piorar a circulação, prejudicando a oxigenação do sangue. Além de formar uma má cicatrização do procedimento cirúrgico e aumentar o risco de trombose e embolia pulmonar.
Além disso, evite ingerir bebidas alcoólicas dias antes da cirurgia.  

4. Higiene pessoal
Recomendamos que no dia da cirurgia você tome banho com sabonete neutro, lave os cabelos e seque bem.
Alguns médicos orientam que as pacientes não realizem depilações próximas à área a ser operada, entretanto, confirme com o seu cirurgião dias antes do procedimento.

5. Previna o surgimento de estrias
Esse é um dos cuidados de pré-operatório para cirurgia plástica que as mulheres mais se preocupam! Ninguém deseja o surgimento de estrias na pele, por isso é preciso hidratar bem. O ideal é que você passe creme duas vezes ao dia, principalmente, na área a ser operada.
Na consulta médica o cirurgião vai analisar três fatores que podem causar estrias: o tamanho excessivo da prótese a ser implantada, a idade da paciente e se ela já tem estrias.

6. Converse com os médicos
Comunique ao seu anestesista a respeito do uso de qualquer medicamento, drogas ilícitas ou alergias a medicações e alimentos.
Em caso de dúvidas, não hesite em esclarecê-las.

7. No dia da cirurgia
Procure ficar o mais tranquila possível, pois você está muito bem acompanhada com sua equipe médica. E atente-se para que no dia você esteja:
  • Sem esmalte na unha e sem maquiagem
  • Sem joias, bijuterias, relógios e objetos de valor
  • Com os exames, os seus documentos pessoais e com a guia de internação
  • Com um par de roupas – leves e fáceis de vestir – para a sua saída do hospital

Por que é tão importante me atentar as orientações do pré e pós-operatório de cirurgia plástica?


O período de pós-operatório é tão importante para o resultado final quanto à própria cirurgia. Por isso, na Dream Plastic esse período é levado com estrema seriedade e dedicação por parte da equipe de médicos, enfermeiros e fisioterapeutas.
Elaboramos um projeto para ajudar as nossas pacientes a passar por esse período com a melhor recuperação possível. Confira os principais cuidados recomendados:

cuidados pos cirurgia

Veja os 7 cuidados pós-cirurgia para você ter um resultado de sucesso


1. Consultas sem limite!
Passe em quantas consultas médicas você achar que for necessário para a sua plena recuperação.
Essas consultas são importantes para o médico avaliar de perto o resultado e também para que os enfermeiros troquem os curativos.
Falando nisso, evite molhar o curativo até que seja autorizado.

2. Siga todas as orientações passadas pela equipe médica
Infelizmente muitas pacientes erram, deixando de seguir os cuidados do pós-operatório logo após que percebem um avanço na recuperação.
A ansiedade por querer voltar à rotina atrapalha muito nessa hora. A cicatrização não acontece da noite para o dia. Por isso é necessário seguir os períodos de repouso, já que um passo em falso pode atrapalhar todo o desempenho do processo.

3. Realize Drenagem Linfática caso seja necessário
Há cirurgias em que o médico vai receitar sessões obrigatórias de Drenagem Linfática (essa é uma das exigências para alguns pós-operatório de cirurgia plástica).
A Drenagem ajuda a reduzir o inchaço e evitar que surjam fibroses, nodulações e irregularidades na pele.  
Dream Plastic oferece internamente esse serviço que é realizado por uma equipe especializada em drenagem linfática de pós-operatório em cirurgia plástica, supervisionada por fisioterapeutas pós-graduadas em Dermato-funcional.

4. Use uma cinta ou malha compressiva
Utilize uma cinta elástica modeladora com tecnologia avançada indicada para sua cirurgia. Esse tipo de material minimiza o inchaço e ajuda seu corpo a pegar forma mais rapidamente.

5. Evite movimentos bruscos e carregar peso
Alguns movimentos podem forçar a cicatriz e prejudicar o resultado. Toda cicatriz recente é frágil e precisa de um tempo para se fortalecer.
As recomendações de uma cirurgia para outra pode variar bastante, por exemplo, a paciente que fez uma abdominoplastia necessita andar curvada, com ligeira flexão do tronco e dar passos curtos. Isso por um período de 14 a 20 dias.
Já para aquelas que acabaram de colocar prótese de silicone a orientação é não movimentar os braços em excesso.
Mas em todo caso, não se esqueça de seguir as orientações que o seu médico passar.

6. Evite tomar sol
No pós-cirurgia plástica um dos fatores que poderá comprometer a cicatrização plena é a exposição ao sol.
O período mínimo recomendado pelos médicos para evitar completamente a exposição ao sol é de 30 dias.
Antes disso, a paciente não deve ficar exposta, visto que, a cicatriz pode escurecer, além de surgir manchas roxas e com efeitos irreversíveis ao redor do local.

7. Cuide-se bem
É importante tomar os medicamentos prescritos nos intervalos corretos e pelo período recomendado.
Não faça compressas quentes ou frias, não use pomadas, não tome chás ou ervas e nem medicações além das prescritas. Não siga a sugestão de amigos, parentes ou vizinhos.

Chega de desespero! Tudo será feito de forma simples, mas sem deixar de ter segurança


A Dream Plastic desenvolveu um protocolo de segurança para proporcionar:

  • Um período de recuperação confortável e com assistência total.

  • Melhores resultados após a cirurgia. A cada consulta, os profissionais acompanham a evolução dos resultados da paciente, sendo tudo documentado com fotos.

  • Um atendimento personalizado com enfermeiros experientes em pós-operatório de cirurgia plástica

  • Uma recuperação com os melhores recursos disponíveis, por meio de materiais de primeira linha e também com o uso de recursos oferecidos pelos fisioterapeutas.

  • Felicidade acima de tudo! Queremos que você se sinta bem e feliz com cada parte do processo, por isso tudo é feito pensando no seu melhor.

Todas as dicas passadas nesse texto, e muitas outras, são praticadas pela nossa equipe. A paciente recebe todas as orientações em um mini manual impresso que será o seu guia durante todo o processo de cuidados pré e pós-operatório.

Cirurgia Plástica Abdominoplastia

Ter uma barriga lisinha e chapada é o sonho de consumo de dez entre dez mulheres, principalmente com a chegada do verão, estação dos corpos a mostra. Entretanto, fatores como gravidez e grandes variações no peso corporal podem trazer alterações na estética abdominal que em muitos casos podem ser impossíveis de se corrigir apenas com a prática regular de exercícios e adoção de uma dieta equilibrada. Quando a flacidez abdominal já está instalada, com a presença de estrias, a pele da região abdominal já perdeu sua elasticidade. Nesses casos está indicada a cirurgia plástica de abdominoplastia, que pode restaurar a estética da região do abdomen, proporcionando uma barriga lisinha e sensual.

O primeiro passo para realização da cirurgia tem inicio na consulta com o cirurgião plastico Dr Valter Hugo. Ele irá lhe explicar detalhadamente todos os detalhes a respeito do procedimento, solicitar exames pré operatórios necessários e lhe indicar se você possui ou não indicação para realização do mesmo. Pacientes com grande flacidez abdominal, não responsiva a dieta e atividade física podem realmente se beneficiar da abdominoplastia. Deve-se ter em mente que em muitos casos, a paciente não possui apenas flacidez abdominal, mas também gordura localizada. A cirurgia plástica do abdomen não irá remover o excesso de gordura localizada, mas apenas a flacidez do abdomen. Caso a paciente deseje também uma melhora no contorno corporal, deve associar um procedimento de lipoaspiração, que pode ser realizado juntamente com a abdominoplastia (também chamado de lipoabdominoplastia), ou ser realizada separadamente, antes ou depois da plástica do abdomen. Em muitos casos somente a realização da lipoaspiração já pode ser suficiente para tratar a flacidez abdominal (o que evitaria a realização da abdominoplastia e a cicatriz resultante da mesma), já que a lipoaspiração promove grande retração da pele durante o seu processo de cicatrização, porém tal opção deve ser avaliada pelo seu cirurgião, que irá lhe indicar se essa se aplica ao seu caso. Para saber mais sobre lipoaspiração e lipoescultura, acesse também nosso site especializado.

CIRURGIA DE ABDOMINOPLASTIA PASSO A PASSO

A Abdominoplastia é realizada em ambiente hospitalar, geralmente sob anestesia geral ou raquidiana, possui duração média de 3h para sua realização e requer internação por cerca de 24 horas. O procedimento está indicado nos casos que a paciente apresenta excesso de flacidez no abdomen, que pode ocorrer após grandes emagrecimentos, ou mais comumente depois de uma gravidez.

Consórcio de Cirurgia Plástica

Não estar satisfeita com o corpo que tem, é algo muito comum entre as mulheres de todas as idades. Descontentes com o visual elas buscam métodos cirúrgicos para mudar a aparência, mas, esses procedimentos custam caro e nem todos podem realizar.

Mas isso vai mudar! Já é possível realizar cirurgias plásticas pagando em suaves prestações, o que facilita muito!

Já foi aprovada pelo Presidente Luiz Inácio Lula da Silva a Lei nº 11.795 que autoriza a criação de grupos de consórcios para serviços como de cirurgia plástica, prótese de silicone, pacotes turísticos, pós-graduação e curso de MBA no exterior. É o mesmo tipo de consórcio feito para carros, motos, caminhões e imóveis.

Vale informar que não são as clínicas ou agências de turismo que oferecem o consórcio e sim, administradoras autorizadas pelo BC (Banco Central). Para saber se a empresa que oferece o consórcio está regularizada, consulte a lista do BC

Quem deseja realizar a cirurgia a partir do consórcio, deve-se informar sobre o custo do procedimento e se a clínica aceita esse tipo de pagamento. Além de esperar ser sorteada para ir à mesa de cirurgia, a pessoa deve estar com os pagamentos em dia.

O consórcio não cobra juros, ao contrário dos bancos, mas sim, uma taxa de administração.
Outra novidade é que pode haver a devolução de valores aos consorciados que desistirem do plano antes da cirurgia. Passam a concorrer à vaga com os demais consorciados e ao ser sorteado receberá o reembolso da importância que foi investida. Atualmente a devolução só é feita ao fim do contrato.
Recomendo o meu amigo Daniel Melo (11) 96083-0009

PLÁSTICA NO ROSTO


A cirurgia plástica no rosto pode ser realizada de diversas formas e com diferentes objetivos. Existem, pelo menos, dez tipos de cirurgias plásticas que podem ser feitas na face, sem contar os procedimentos minimamente invasivos, a cirurgia de correção de cicatriz e a de correção do lábio leporino. A seguir, você encontra a lista completa com um breve resumo sobre cada procedimento.

10 alternativas de cirurgia plástica no rosto

Bichectomia

A face apresenta diversos compartimentos de gordura que funcionam como sistema de proteção. Um deles se estende quase que ao longo de toda a superfície lateral do rosto, desde a têmpora até próximo à mandíbula, e se chama Bola ou Bolsa de Bichat. Na região das bochechas é onde se apresenta com maior espessura. Quando em grande volume, causa um aspecto mais arredondado ao rosto. A bichectomia é a cirurgia plástica no rosto que retira parte desse compartimento de gordura, com o objetivo de modificar e/ou afinar o contorno facial.

Cirurgia de nariz

A rinoplastia melhora a aparência e a proporção do nariz, realçando a harmonia da face. A cirurgia do nariz também pode corrigir dificuldades respiratórias causadas por anormalidades estruturais ou lesão.

Cirurgia de orelha

A otoplastia melhora a forma, a posição ou as proporções das orelhas. A cirurgia corrige um defeito na estrutura das orelhas presente desde o nascimento e que se torna aparente com o desenvolvimento, mas também trata deformidades causadas por lesão ou trauma.

Cirurgia de pálpebra

A blefaroplastia melhora a aparência das pálpebras superiores, das pálpebras inferiores ou de ambas. Proporciona aparência rejuvenescida na área ao redor dos olhos, fazendo com que o olhar pareça mais descansado.

Cirurgia de queixo

A mentoplastia é a cirurgia plástica no rosto que remodela o queixo utilizando implantes ou o próprio osso para avançar ou recuar a estrutura local. Frequentemente, a cirurgia do queixo é recomendada junto à do nariz para atingir proporções faciais mais equilibradas (o tamanho do queixo pode aumentar ou diminuir o tamanho aparente do nariz).

Implantes faciais

Os implantes definem o rosto, aumentam a projeção e criam características faciais mais marcadas e distintas. A cirurgia beneficia pessoas que se sentem insatisfeitas com um queixo pequeno, a mandíbula pouco marcada ou a falta de um contorno facial. Qualquer área do rosto pode ser aumentada com implantes, mas as maçãs do rosto, o queixo e a mandíbula são os locais mais operados.

Lifting de sobrancelhas

O lifting consiste na elevação e/ou reposicionamento dos supercílios. Pode ser realizado através de diversas técnicas, que diferem-se pelas vias de acesso e objetivos específicos.

Lifting de testa

Também é conhecido como lifting frontal. A cirurgia minimiza vincos, melhora linhas de expressão e rugas, reposiciona a região frontal baixa ou flácida e eleva as sobrancelhas.

Lifting facial

ritidoplastia é um procedimento cirúrgico para melhorar sinais visíveis de envelhecimento no rosto e pescoço, como flacidez, vincos profundos, excesso de gordura e perda de tônus muscular. Pode ser realizado em conjunto com o lifting de testa e a blefaroplastia, por exemplo.

Tumores cutâneos

Consiste na retirada, parcial ou total, de lesões de pele, quer sejam benignas ou malignas, respeitando as características da doença em questão e buscando o melhor resultado para a aparência. Tumores benignos podem ser nevos (pintas), siringomas, queloides, lipomas, cistos, entre outros. Dentre as lesões malignas, os tumores mais comuns são o carcinoma basocelular, o carcinoma epidermoide ou espinocelular e o melanoma.

Sexo após cirurgia plástica: devo esperar quanto tempo?

Sexo depois da cirurgia plástica está longe de ser uma prioridade quando se está com pontos e dores. Mas, conforme as semanas vão passando, o desejo volta. Será que é seguro?

Pós-operatório de cirurgia plástica: quando o sexo está liberado?

De acordo com a cirurgiã plástica Ivanoska Filgueira, da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, para cada procedimento é necessário um certo tempo sem sexo. Mas vale lembrar que o período de abstinência pode aumentar caso haja complicações, como abertura dos pontos ou infecção, por exemplo.
Fez essas cirurgias? Fique um mês sem fazer sexo.

Lipoaspiração

Se tudo correr bem, depois de uma semana você já está liberada.

Ninfoplastia

A cirurgia na região genital pede 30 dias sem relações sexuais.

Silicone e outras cirurgias nas mamas

Com ou sem colocação de próteses, não se deve fazer força com os braços ou deitar de bruços durante 15 dias.

sexta-feira, 30 de dezembro de 2011

Gestão de concussão e prevenção

Começa com a educação. Houve um boom na consciência de concussão entre os atletas, como resultado de estudos mostrando a correlação entre abalos múltiplos e graves problemas neurológicos. Principais ligas profissionais atlético fizeram mudanças nos regulamentos do jogo para prevenir e identificar melhor as concussões ao longo dos últimos anos. Por exemplo, jogadores de hóquei já não estão autorizados a tomam um jogador adversário, porque o risco de contusões é tão alta.
A preocupação com contusões era visto como desnecessário até mesmo cinco anos atrás, e as únicas ferramentas disponíveis para avaliar o dano foi baseado em sintomas, os jogadores foram autorizados a regressar em campo se eles estavam se sentindo bem o suficiente para jogar. "Até recentemente, tudo tinha sido subjetivos", diz Warren Bodine, DO, um especialista em medicina esportiva na Universidade de Cambridge Health Alliance na área de Boston. "Agora, temos uma nova tecnologia para testes neurocognitivos. Podemos usar um programa computadorizado para monitorar os sintomas do paciente neurocognitivos e garantir que eles retornam aos valores basais, antes de voltar a jogar."
Além de testar neurocognitivas, os médicos da equipe administrar testes de equilíbrio e memória para ter certeza de que o atleta se recuperou totalmente. Atletas que voltar a jogar muito rapidamente estão em maior risco de re-ferimento porque concussões equilíbrio impacto negativo e biomecânica, e se o jogador incorre na concussão segundo, as implicações podem chegar muito além do que jogo. Alguns atletas jovens que sofrem contusões múltiplas têm dificuldade de completar o trabalho da escola e que traumatismo craniano pode levar à depressão e sintomas de esclerose lateral amiotrófica mais tarde na vida.
A maioria dos estados recentemente aprovou uma legislação para proteger os jovens atletas de voltar a jogar muito cedo. Legislação concussão muitas vezes exige atletas para obter autorização de profissionais da área médica antes de voltar a jogar e os impede de retornar no mesmo dia que a lesão. Dr. Bodine diz que há várias etapas os atletas devem completar antes de serem considerados aptos para jogar.
"Nós não vamos deixar o atleta retorna a uma situação de jogo até que tenham concluído todas as etapas, que vai levar pelo menos uma semana e muitas vezes mais", diz Dr. Bodine. "Embora a legislação em Massachusetts determinou a consciência de concussão e de gestão entre o atletismo da escola, eles não têm poder sobre clube desportivo e esportes da cidade. Nestas situações, ainda estamos vendo um monte de mal-entendido sobre concussões. Meu próximo esforço coordenado é trabalhar com alguns do clube desportivo para educar seus membros sobre a gestão de concussão e de prevenção. "